13 dezembro 2008

HOJE: GALA PRÉMIOS PRECARIEDADE 2008

Decorre hoje, no Ateneu Comercial de Lisboa, às 22h00, a Gala Prémios Percariedade 2008. Esta iniciativa, promovida pelos Precários Inflexíveis, vai premiar quem mais incentivou a precariedade, nas suas diversas vertentes, ao longo do presente ano. COMPAREÇAM!!

Os ambicionados prémios são:

ACUMULAÇÃO
Américo Amorim
Belmiro de Azevedo
José de Mello
Elísio Soares dos Santos

SOUNDBYTE
Francisco Van Zeller
Manuela Ferreira Leite
Pingo Doce
Pedro Nuno Santos

SEM VERGONHA
Pinto Balsemão
José Sócrates
Vitalino Canas
Vieira da Silva

FICÇÃO CONTEMPORÂNEA
Novas Oportunidades
Porta 65
Actividades de Enriquecimento Curricular
Autoridade para as Condições de Trabalho

O “Grande Prémio Precariedade” será entregue ao feliz contemplado que conte com mais votos de entre todos os nomeados anteriormente mencionados.

7 comentários:

Anónimo disse...

Não pode-se criar uma secção neste blog onde se coloque tipo uma lista dos "criminosos", ou seja, as entidades que apoiam o trabalho precário? Sem explicações extensas, nem com o resumo da história que por lá se passou, mas apenas o nome e localização para se saber que é um sítio a evitar. É que essas empresas para além de roubarem os empregados roubam o próprio estado e quem sabe...
anónimo

Anónimo disse...

Falta aqui um nomeado: o Eduardo Costa que detêm o titulo do Jornal O Primeiro de Janeiro e o Jornal Notícias da Manhã em Lisboa um dos maiores criminosos que conheço.

Anónimo disse...

Eu sei o que é a precaridade trabalho num Call Center onde quando não se faz a vontade do chefe somos ameaçadas, tipo vão rolar cabeças, a empresa não tem culpa da tua vida privada, és uma mentirosa, para além da a arrogância com que se dirige às Assistentes.
Gostava de saber se a ACT não intervém caso se apresente queixa.
Pagam o que querem produzimos e tiram-nos o prémio de produtividade, somos quase tapetes daquela gente.

(c) maioria silenciosa: P.A.S. disse...

Caros amigos do FERVE. Junto envio mais uma informação enviada ao SR. Presidente da REpública, como garante último e verdadeiro legitimário e representante (legitimado na verdade)directo do pobvo Português, informação como resposta da manipulação descarada do Director Geral dos Impostos.

Independentemente desta carta penso que era necessário uma petição a favor da reposição da transparência na DGCI e uma lista negra de todos aqueles agentos políticos ou ao serviço do Estado que deturpam constantemente o regime democrático (independentemente de partidos políticos, todos os verddaeiros democratas!).

Penso também que é necessário enviarmos informação para os organismos comunitários sobre a real democracia existente em Portugal, que nos afasta dos critérios de pertença.

Sr. Presidente da República

Dado estar-se a chegar aos limites do suportável e do desespero (já não só pelas dificuldades de um país pobre e pouco solidário afectado pela crise, como pela atitude não transparente e persecutória de agentes do Estado ou ao seu serviço), como aliás evidenciado por alguns dos testemunhos no site do FERVE

http://fartosdestesrecibosverdes.blogspot.com/2008/12/caa-multa-aos-trabalhadores-recibos.html

(que anexo), e que perpassa por todos aqueles que para sobreviver tem de se sujeitar à forma desumana dos recibos verdes, faço-lhe novamente (por esta via) um apelo e a todo o poder das boas vontades e da decência resposta célere(e estamos a correr o risco pela indiferença, desumanidade, falta de transparência, injustiça e do direito à informação, de muito brevemente assistirmos à tragédia de milhares ou dezenas de milhar de jovens, muitos deles licenciados, ficarem sem casa, sem esperança e sem um pingo anímico para lutarem por um país melhor).

Dado ouvirmos o ministério das finanças através do seu Director Geral , vir desculpar-se com "o desconhecimento da lei não aproveita..." ! ... é verdade, mas a alteração do sentido da informação da lei, o englobamento de profissionais que antes não estavam englobados, a informação contrária ou omissa dos seus agentes nas repartições, a duplicação de informação já na posse do Estado aquando da entrega das declarações trimestrais, a complexidade de um documento que exige um TOC para a sua decifração quando estes contribuintes optaram pelo regime simplificado por auferirem baixas remunerações e a sua situação resumir-se a meia dúzia de recibos verdes anuais, tudo isto faz-me descrer que ainda sejamos uma comunidade e crer que anda à solta a discriminariedade sob o manto da força da lei (que não do seu espírito, que se manipula e interpreta a belo prazer e das conveniências ou da necessidade de tapar "orçamentos"!) , que não da ética e da razão.

Dado não fazer sentido querer fazer obra material a vapor, com a contrapartida do empobrecimento e da morte anímica do seu povo (e já não falamos dos já há muito segregados, porque não estou a ver gente analfabeta, com a 4ª classe, com a escolaridade obrigatória, com o secundário, a preencherem papéis de tal complexidade - afinal para quem é que se governa!), a bem da liberdade e de um estado decente, venho-lhe solicitar (como último garante e verdadeiro e sério legitimário) que tome as providências que achar consentâneas (e estejam na sua alçada) com este gravíssimo atentado que afecta a credibilidade do Estado e que nos questiona se ainda vivemos num estado democrático, arrasando com o seu povo (por baixo da propaganda vive o país real, que não passa pelas mesas da maquilhagem!)!

MUNCS disse...

Então?? Quem ganhou os gasganetes?

Dalaiama disse...

Pois, eu ia fazer a mesma pergunta... Quem ganhou dentre as nomeações? É claro que votei!
=D Hahaha Foi mais uma óptima iniciativa a vossa, desta vez muito hilariante! Continuem! Estamos todos convosco ;)

Precários Inflexíveis disse...

podem ver quem ganhou os Gasganetes aqui:
http://precariosinflexiveis.blogspot.com/2008/12/comunicado-de-imprensa-dos-precrios_14.html


e aqui:
http://precariosinflexiveis.blogspot.com/2008/12/gala-prmios-precariedade-2008.html

Obrigado,
Precários-Inflexíveis