30 julho 2008

INQUÉRITO À PRECARIEDADE NO JORNALISMO 2008

O presente inquérito destina-se a ajudar o Grupo de Trabalho sobre Precariedade e Jornalismo Freelance, resultante dos encontros realizados em Maio passado pelo Sindicato dos Jornalistas, a aprofundar o conhecimento da realidade no terreno e a elaborar um estudo sobre a situação dos jornalistas nestas condições.

O questionário vai em formato Word aberto, a fim de que possas responder directamente às perguntas, mas também são aceites outras soluções de resposta. É muito importante, no entanto, que todas sejam respondidas.

As respostas ao questionário devem ser remetidas ao SJ até ao dia 30 de Setembro, através do endereço electrónico
sinjor@mail.telepac.pt ou do fax n.º 213 422 583. Podes também remeter por via postal: Sindicato dos Jornalistas, Rua dos Duques de Bragança, 7-E – 1249-059 Lisboa.

QUESTIONÁRIO

1. Em que consiste a tua precariedade: contrato a prazo, recibo verde, ou outra modalidade (neste caso, qual?)?
2. Se estás a recibo verde, recebes por trabalho à peça, à página, avença ou outra fórmula (neste caso, qual?)?
3. Qual a causa da precariedade: despedimento, opção pessoal, forma de ingressar na profissão, ou outra (neste caso, qual?)?
4. Há quanto tempo te encontras em situação de precariedade?
5. É a primeira vez que te encontras nesta situação? Se não é, especifica.
6. A que atribuis o crescendo de situações de precariedade na comunicação social portuguesa?
7. Em teu entender, no futuro os casos de precariedade vão aumentar, estagnar ou diminuir? (Justifica)
8. Qual foi o último órgão de comunicação e respectivo grupo económico em que estiveste no quadro?
9. Qual o(s) órgão(s) de comunicação em que trabalhas/colaboras?
10. Qual é o teu rendimento médio mensal?
11. Qual é o teu local de trabalho – a(s) Redacção/ões, a tua casa ou ambos?
12. Recebes instruções da(s) chefia(s) desse(s) órgão(s) informação?
13. De que forma a precariedade afecta a qualidade do trabalho e a independência editorial ?
14. Exerces alguma outra actividade que não o jornalismo? Se sim, qual?
15. Tens título profissional? Actualizado?
Dados*
- Idade:
- Sexo:
- Nome (opcional):
- Telefone (opcional): - E-mail (opcional):
*O Grupo de Trabalho e a Direcção do SJ garantem absoluta confidencialidade dos dados pessoais confiados através deste inquérito

5 comentários:

Martini Bianco disse...

Boas tardes.
Com um titulo tao apelativo como é o deste blog, vim aqui parar e gostaria q pudessem me responder a uma questão.
Recentemente arranjei um part time, a recibo verde, o salario será de 450€, e disseram me q durante um ano estou isento de pagamento de impostos. Agora o q não percebi é que falaram-me dos escalões de retenção na fonte, no valor de 150 euros por mês. A minha pergunta é, será que já vem retirado do salario, ou ainda mo vão retirar esse valor desses míseros 450 euros?
Por favor, agradecia muito que alguém me pudesse responder a esta questão, pois nc trabalhei neste sistema, mas devido a esta situação que se vive no país, nao tive outra alternativa.
Obrigado

Anónimo disse...

para o Martini Bianco:
o teu salário será então de 450€! penso que o que descreves se trata de um início de actividade como "prestador de serviços", (que abriste ou vais abrir). Acontece que no primeiro ano de actividade estás isento de pagamento de segurança social, o teu problema é que mais tarde não irá contar como 1 ano de descontos para a tua reforma.

Estás portanto a ser explorado, i.e., estão-se a aproveitar de estares a iniciar actividade para não te pagarem a percentagem para a segurança social devida.

Anónimo disse...

vai haver disto para designers?

Anónimo disse...

Já mandaram isto para o "Primeiro de Janeiro"?

Anónimo disse...

Boa tarde..
Alguém me pode informar ou dar uma ideia de algum site onde me poderei informar acerca do preço por artigo publicado em jornais portugueses?

Cumprimentos