25 novembro 2007

Testemunho: equipas de rua

Estou há mais de um ano a trabalhar a recibos verdes; falsos recibos verdes. Trabalho numa Equipa de Rua e dependem de mim mais de sessenta pessoas que demoram o seu tempo a estabelecer uma relação que permita mudar alguma coisa na vida delas.

Entro às 8:30 e saio às 18:00. Se tenho de faltar preciso de pedir de forma insistente. Os horários são mesmo fixos. Sujeito-me porque sei que saindo eu virá sempre alguém para me substituir, nas mesmas condições ou piores.

Além de tudo isto, sou "obrigada" pela associação a "dar" um donativo todos os meses.

Como é que eu mudo esta situação? Não há nenhuma alternativa viável no mercado. Só se sair da minha área (que perdi cinco anos a tirar a licenciatura), e ainda assim...

Acabem com os recibos verdes! Eu tenho todos os deveres de um contratado, mas não tenho nenhumas regalias.

ACABEM COM ESTA EXPLORAÇÃO.

Anónima.

2 comentários:

SemAbrigoEsclarecido disse...

é o que se investe neste país para apoiar aqueles q mais precisam

carla disse...

Também trabalho numa equipa de rua no âmbito da redução de riscos - toxicodependencia! Também a recibos verdes, e se apanhar-mos uma tuberculose ou nos picar-mos nas seringas não temos direito a absolutamente nada! Para não falar que com os descontos que temos de fazer, eu por exemplo (porque a minha profissão não está no livrinho das finanças, logo sou prestadora de serviços), o meu ordenado fica por volta dos 500 euros, a pagar IVA, retenção e segurança social... andamos a trabalhar para o Estado.
Força pessoal