08 julho 2007

Testemunho: Fisioterapeuta

Passa-se a seguinte situação comigo: trabalho todo o dia e ganho cerca de 1100 euros a recibos.

Parece muito não é? Então agora vamos lá tirar tudo. Vou fazer isto ao ano. 1100 euros x 11,5 (porque como qualquer pessoa normal quero pelo menos 15 dias de férias e como não são pagas retiro) = 12650 x 0,8 (IRS) = 10120 - 1836 = 8284. Até aqui tudo bem, não é?

Vamos agora dividir por 12 meses de trabalho. Dá cerca de 690 euros, sem direito a 13º mes, sem direito a 14º mes, sem direito a férias pagas, sem direito a adoecer, sem direito a nada, e nisto ainda posso descontar os cerca de 150 euros anuais que tenho de pagar pelo seguro de responsabilidade civil.

Vamos agora fazer as contas, se tivesse um contrato em que ganhasse 600 euros brutos: 600 euros x 14 meses (12 meses e subsídio de ferias e natal) = 8400 euros x 0,755 (tirei 13,5 IRS e 11% Segurança Social) = 6342 por ano dividindo por 12 meses dá cerca de 528,5 euros.

Eu, sinceramente, preferia o contrato porque tenho direito quase a um mês de férias, a adoecer e tenho segurança no trabalho. Perante estes valores que vos referi, não dá que pensar?

Porque não fazemos uma petição online ou circulamos assinaturas ou vamos para a rua pedir às pessoas (eu voluntario-me) pedir para este assunto ser levado à Assembleia da República, porque sinceramente o que eu ganho parece muito, mas dá que pensar.
Tirei um curso superior de Fisioterapia, mas sinceramente prefiro ingressar noutra profissão, pois quero casar, quero constituir família e não é com um ordenado destes que vou poder ter a estabilidade que imaginei ter.

Acham que ganhar 1000 euros a contrato para um profissional de saúde que arrisca a vida, que dá tudo para fazer o melhor por 1pessoa, que cuida de pessoas, que se responsabiliza, mas sinceramente não me importava até de ganhar 800 euros a contrato brutos por mês na minha profissão, pois ao menos tinha segurança no trabalho que exercia e teria boas condições. Agora sim dá que pensar.

Vamos todos reflectir e fazer algo pois já estou farto desta porcaria dos recibos.

Anómimo

4 comentários:

Leo disse...

Poucos são os comentários do v.blogue, o que eu acho deveras lamentável.Acredito na proposta que fazes.Lutar, lutar pelos vossos direitos.A sociedade é dos jovens, sao vocês o futuro ideológico de uma nação.
Organizem-se, juntem-se nas vossas profissões, tentem formar cooperativas.Façam projectos para se tornarem empresários de vós mesmos.Unem-se, que a união faz a força.
Em 2005 escrevi um pensamento que publiquei no antigo blogue "Por um Mundo Melhor Kuanto Baste" parecia utopia mas afinal é tudo verdade.

«Elcion é o pequenino país dos meus sonhos, nação jubilosa, onde os seus conterrâneos, são avaliados diariamente, por economistas comportamentais da escola Socrática.
Em Elcion, os cidadãos padecem de um saúde de ferro, são acompanhados desde tenra idade, aprendem pela mão de um mestre, a caminhada de cada uma das vidas. As vidas tem contextos e mestres diferentes, - a familiar, a social, a política e a espiritual todos sem excepção têm os mesmos deveres e os mesmos direitos. Exprimem nos seus rostos, uma felicidade suprema, porque estão enriquecidos culturalmente para as possíveis adversidades da vida; A tristeza e a depressão social, foram há muito banidas desta nação, fruto do desmantelamento do consumismo que há muito jazia em agonia...
.........................................................................................................
Acordo e vejo o mundo às avessas, os homens caminham invariavelmente formatados, de expressões lívidas e abúlicas, quase diria sem identidade, parece-vos exagero? Não. Não é não, é a cor que eu vejo em todos os rostos quando me levanto. É a cor que eu vejo em todos aqueles que estudam e tiram suas licenciaturas, e acabam a trabalhar na loja dos 300; é a cor daqueles, em que famílias inteiras, ganham o pão na mesma fábrica, e de um dia para o outro, se vêm despojados do seu trabalho, porque uma mão de obra mais barata, foi exportada para outro país ainda mais miserável que o nosso, que capitaliza em alta outros tantos investidores. É a cor de tantos rostos anónimos estrangeiros, que procuram no nosso país, um sorriso para as suas vidas. É a cor que eu vejo todos os dias nas vedetas corruptas da política, que governam governados, pelos capitalistas investidores, pela Europa, pela EUA, pelo petróleo, para eles próprios. É a cor que vejo todos os dias, pela mentira da qualidade, do sucesso, se nem políticas economicistas de produção este país tem?! Não produzirmos nada, até a água que consumimos vem de Espanha, porque infelizmente o Tejo desce...É a cor que vejo todos os dias, nas escolas, nos hospitais, nas instituições públicas. O crescendo da automatização do serviços, benefício traduzido na força de trabalho, mas maléfico porque substitui o homem. É a cor que vejo todos os dias, gerações de trabalhadores que vão findar o seu lugar em quadros, em detrimento de freelancer, que jamais terão em suas vidas, poder para reivindicar bases salariais ou sociais, futuros alvos de exploração do homem pelo homem. É a cor da constituição Portuguesa?!
É a cor que vejo todos os dias, nos media que trespassa a nossa vida combativamente pelo horrendus, pela publicidade falaciosa e de valores cínicos.
Infelizmente é a cor que vejo todos os dias, um arco-íris enorme, estampado no rosto de todos, a negro, com todas as sete cores desta nação.

Quem me dera que esta cor que vejo todos os dias, fosse o sonho...e Elcion a realidade.»

Leo 2005

Mentiroso disse...

Francamente, não é crível que a máfia corrupta estremecesse sequer com uma petição com pouco mais que um milhar de assinaturas. Não se vê o que estão a fazer com o ultimato da EU sobre outro caso incrível e único, que é um imposto sobre outro imposto? Sabem que de nada lhes serve recorrer duma decisão sobre a extorsão ‘praticada pelos corruptos, mas isso não os impede de recorrer, porque, entretanto passa-se um ano e há mais 4 biliões de euros a entrarem nos bolsos de ladrões, piores que salteadores.

Todavia, é certo que tudo o que “aperte” a máfia é útil para a população. O primeiro parágrafo do comentário do Leo diz exactamente uma boa parte do que é necessário fazer e isso é da maior importância, pois o maior problema actual é os corruptos terem governado de modo a dividir para reinar e terem chegado ao êxito quase total, em que as pessoas puxam cada um o seu cordelinho em ligar de os juntar, formando uma corda potente que varra com a podridão. Este problema é maior e mais importante que qualquer outro, pois que por si só impede atender qualquer objectivo.

Uma petição seria muito interessante, melhor ainda se seguida de outras. Assuntos e casos que beneficiariam desse interesse não faltam. A anónima do post que proponha a petição por intermédio do site Petition on line, por exemplo, e que se divulgue. Porque não? Blá-blá só não chega a lado nenhum. Note-se bem que é precisamente com isso que a máfia conta.

No entanto, há uma petição que faria mais falta que qualquer outra. Para acabar com o assalto da cambada aos lugares administrativos do estado. Lebertar-se-iam mais de 4000 postos de trabalho bem pagos que iriam diminuir o desemprego dos mais classificados e competentes, daqueles que muitos completaram os seus estudos vencendo dificuldades e atravessando sacrifícios, que agora não têm emprego porque o que de direito lhes pertenceria por concurso é para presentear aos corruptos e parasitas. Simultaneamente produzir-se-ia a reorganização dos serviços administrativos, impossível de fazer (o que a máfia diz a este respeito não importa) enquanto forem corruptos e parasitas nas direcções e principais lugares.

Pensem bem, o que os corruptos fazem é exactamente o procedimento tradicional da Máfia. Alguém pode pretender ignorá-lo?

fervemos disse...

Máfia?

Anónimo disse...

Há uma coisa importante que te esqueceste nas contas...desse dinheiro ainda tens que tirar 150€ mês para a segurança social, sim porque é obrigatório pagarmos a SS sem termos qualquer direito a fundo de desemprego!!!!