27 fevereiro 2012

TESTEMUNHO: FORMADORA A RECIBOS VERDES

Sou formadora no Centro de Novas Oportunidades - RVCC do IEFP, há já 3 anos, através de recibos verdes. Ficarei desempregada no final deste mês, sem direito a subsídio de desemprego.

Apesar daquilo que é veiculado pela comunicação social, tanto eu como outros colegas, nas mesmas circunstâncias, espalhados por todo o país, continuamos na incerteza e sem respostas para a nossa situação futura de desemprego.

É importante salientar que, apesar dos aumentos drásticos da Segurança Social, os ditos «falsos recibos verdes» continuam sem qualquer direito ao fundo de desemprego.

4 comentários:

Anónimo disse...

Somos milhares nesta mesma situação! Com os contratos de Prestação de Serviços a Terminar! Quando entra em vigor o subsídio de cessação de actividade (nome pomposo para o subsidio de desemprego dos Recibos Verdes)???

Anónimo disse...

Está no acordo da troika, mas pelos vistos é daquelas coisa que são promulgadas, mas não são aplicadas...

Inês Pinho disse...

Bom dia, ontem ouvi na comunicação social novamente esta notícia, sobre a aprovação do diploma... Sabem dizer-me se há previsão de saída em Diário da República? Também eu fiquei desempregada, trabalhando há já 5 anos a recibos verdes...só reclamo o direito ao subsídio de desemprego pois acho uma injustiça não se estender aos TI

Inês Pinho disse...

Ora aqui está, foi publicado hoje mas só produz efeitos a partir de dia 01 de Julho...
http://dre.pt/pdf1sdip/2012/03/05400/0124201244.pdf