30 dezembro 2011

OFERTA DE EMPREGO A FALSOS RECIBOS VERDES - WORTEN



O FERVE tomou conhecimento do seguinte anúncio de oferta de emprego por parte da Worten (grupo Sonae). A oferta para promotores/as constitui um caso de falso recibo verde pois estes estarão sujeitos a uma hierárquia, horário de trabalho e receberão uma retribuição salarial fixada pela entidade patronal. O FERVE fará chegar a denúncia à Autoridade para as Condições do Trabalho. 

Até a retirada do anúncio por parte da Worten apelamos ao boicote a esta marca. 





......................................................................

Procuramos promotores/as para a Worten de Guimarães para divulgação de produto de telecomunicações.


Horário de trabalho: 3, 4, 5, 6, 7, 10, 11, 12, 13, 14, 17, 18, 19, 20, 21, 24, 25, 26, 27 e 28 de Janeiro de 2012
Das 13h00 às 21h00 com pausa de uma hora.

Cachet: Pelos 20 dias de trabalho = 700,00€ (com possibilidade de alargar dias e horas de trabalho, também para os próximos meses).


Perfil pretendido:
- Experiencia em promoção, preferencialmente em telecomunicações e informática.
- Instinto comercial
- Dinamismo, simpatia e boa capacidade de comunicação
- Boa aparência e presença forte.
- Apurado sentido de responsabilidade
- Disponibilidade para todos os dias de trabalho
-Idade entre os 18 e os 30 anos de idade

Estes dados são importantes para a selecção do nosso cliente!
Os interessados devem enviar CV e uma foto de corpo e rosto actualizada para:





Nota: os interessados devem ter facilidade de apresentação de recibos verdes no término da acção e devem ter número de beneficiário da segurança social. 

4 comentários:

Ricardo Perna disse...

Peço desculpa pela questão, mas gostaria de saber qual a figura contratual a aplicar neste caso. É que, no meu entender, se só vão trabalhar menos de 1 mês, ainda que durante um horário estabelecido, os recibos verdes, ou o ato isolado até, seria a forma correta de contratualização... ou o que me está a escapar aqui?

Deixo também um incentivo: o trabalho de denúncia que estão a fazer tem muito valor. Continuem, e nunca se deixem influenciar pela tentativa da crítica fácil e demagógica. Denunciem o que é correto denunciar, e a vossa credibilidade continuará sempre em alta, pelo menos para mim, por muito pouco que isso conte... :)

FERVE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FERVE disse...

Caro Ricardo

De acordo com o código de trabalho o período ou tempo de trabalho não é, de todo, factor para a existência de recibos verdes, embora se tenha generalizado essa ideia. Os recibos verdes são um modo de pagamento, única e exclusivamente, para trabalhadores independentes, ou seja, trabalhadores que prestam um serviço sem estabelecer uma relação salarial. Neste caso o correcto seria o estabelecimento de um contrato a termo certo.

A WORTEN sabe disso, pois contrata centenas de pessoas por ano. Com os recibos verdes a WORTEN fica dispensada de pagar segurança social aos trabalhadores (que tem de arcar com uma taxa de 29,6%, que seriam 11% com contrato de trabalho).

Cumprimentos.
Pelo FERVE
Adriano Campos

Ricardo Perna disse...

Ok, Adriano. Compreendida a questão, mantém-se a pertinência da denúncia para mim então.

Cumprimentos e votos de continuação de bom trabalho.