16 novembro 2007

Testemunho: Instalações Desportivas da Câmara Municipal de Lisboa

Nas piscinas municipais de Lisboa, está-se a passar um dos maiores casos de trabalho precário da Câmara Municipal de Lisboa.

Todos os professores e nadadores salvadores que estão a recibos verdes, estão sem contrato de prestação de serviços e consequentemente sem receber desde Setembro.

Isto significa que mais de 30 pessoas estão a prestar serviços para a CML sem receber o seu ordenado. Existem pessoas com dificuldade em comprar o passe para ir trabalhar.

Existe mesmo uma instalação desportiva em que os professores apesar de nem receberem, foram obrigados, desde o dia dois de Novembro, a assinar o ponto e caso se esqueçam de assinar serão descontados.
Anónimo - Lisboa

2 comentários:

Anónimo disse...

Boas,

Infelizmente essa realidade não é só em Lisboa, pois por todo o País quem gere instalações Desportivas não sabe que mesmo os prestadores de serviços necessitam de um contrato de prestação de serviços.
É uma questão de perder tempo, e irá verificar-se que quase ninguem tem contrato.

Cumprimentos

avença da CML disse...

A CML é o caso estrondoso dos recibos verdes. por um lado o comum funcionário avençado que recebe segundo a categoria a que é equiparado e por outro lado o BOY avençado que recebe para cima de 3000€ e que nem sequer vai trabalhar. resultado despedem quem de facto trabalha, porque a camara está sem dinheiro, mas no entanto os amiguinhos continuam...
Ha para todos os gostos, assessores que nao apararecem, reformados a receber quase 2000€, vicky fernandes que afinal está na egeac, chefes de divisão com carro, jantaradas para os amigos, enfim.... Quem se lixa é o mexilhão...