13 junho 2007

Testemunho: construção civil

Trabalhei desde Dezembro de 2001 até Fevereiro de 2007 a recibo verde, sempre para a mesma entidade patronal. Cumpri sempre com os meus deveres durante estes anos, desde pagar a Segurança Social (SS) a entregar o IVA, de três em três meses .

Sei que parece estranho haver queixas devido à profissão que exercia, mas como em todas, há histórias boas e outras más; a minha e das más. Não recebia o que por norma um operário especializado com a minha profissão deveria receber. Mas vamos ao que interessa:

Antes de sair da empresa, fui à Inspecção de Trabalho. Disseram-me que, desde que se trabalhasse para a mesma entidade patronal, obedecesse a normas e usasse material da empresa, passava a contar como um trabalhador a contrato, ou seja, com os direitos e deveres de um trabalhador da casa. Teria que fazer uma carta e entregar. Assim o fiz. Quando fui entregar a carta, e como estava uma outra pessoa a receber, a história mudou...
Receberam a carta, mas, ao fim de um tempo, recebia uma carta a confirmar o que me tinham dito da última vez: que era um assunto muito delicado e que, se queria a minha situação resolvida, teria que ir para o Tribunal do Trabalho. Resumindo, fiquei na mesma. Paguei sempre as minhas obrigações e fiquei depois a saber, pela SS, que nem direito tenho a nada.

O que mais me deixa triste é que existem muitas pessoas a trabalhar a recibo verde e são exploradas (call-centers) por valores rídiculos que se tivessem que pagar tudo ao Estado ficavam a ganhar 100 euros.

Como custumo dizer, o recibo é bom para quem consiga um rendimento superior a 1500 euros. A baixo disso, é ser escravo.

Obrigado por me ouvirem .
Anónimo

2 comentários:

DJ disse...

Pelo fim dos recibos verdes, porque não apresentar uma proposta de lei?

FeminineMystique disse...

o problema é que o próprio estado não cumpre a lei... sei de um caso de uma pessoa que trabalha para a Inspecção Geral do Trabalho há cinco anos a recibo verde...!!!!
e também há pessoas nos museus há vários anos a recibo verde.